Na Rio+20, Mario Garnero lidera Fórum das Américas para um acordo de cooperação com a Fundação Príncipe Albert II de Mônaco

Fórum das Américas

26 de jun. de 2012

RIO DE JANEIRO , 26 de junho de 2012 /PRNewswire/

A Conferência Rio+20 das Nações Unidas ofereceu o cenário para o fortalecimento de alianças entre algumas das ONGs mais prestigiadas do mundo.

Foi o caso do Acordo de Cooperação formalizado pelo Fórum das Américas, think-tank pioneiro do Brasil em assuntos globais e diálogo hemisférico, e a Fundação Príncipe Albert II de Mônaco.

O Acordo, que fornece uma estrutura para o desenvolvimento de iniciativas conjuntas multissetoriais, foi assinado pelo Fundador e Presidente do Fórum das Américas, Mario Garnero , e pelo CEO da Fundação Príncipe Albert II de Mônaco, Sua Excelência Bernard Fautrier, com o apoio do Ministro do Meio Ambiente italiano , SE Corrado Clini .

O Acordo de Cooperação foi assinado na presença de Sua Alteza o Príncipe Albert II do Mónaco , que declarou: "Decidi criar uma Fundação cujo objectivo é proteger o ambiente e incentivar o desenvolvimento sustentável por definição, este é um desafio global comum que exige ações urgentes e concretas em resposta a três grandes questões ambientais: mudança climática, biodiversidade e água. É, portanto, com grande prazer que nossa Fundação firma esta parceria com o Fórum das Américas, tão habilmente liderado por Mario Garnero ."

O CEO da Fundação Príncipe Albert II de Mônaco, SE Bernard Fautrier, acredita que “a parceria com o Fórum das Américas é um excelente veículo para desempenharmos um papel construtivo no debate global sobre desenvolvimento sustentável, bem como em projetos no Brasil ”.

Mario Garnero , cuja liderança no desenvolvimento sustentável vai de biocombustíveis a tecnologias verdes e têxteis ecologicamente corretos, indica que "nossa cooperação com a Fundação Príncipe Albert II de Mônaco é mais que uma grande honra para o Fórum das Américas. É um instrumento eficaz para melhorar a conscientização e as melhores práticas em sustentabilidade". Garnero acrescenta que "vamos começar a trabalhar desde o dia zero na implementação de um programa de cooperação que será de grande benefício para os povos do Brasil e de Mônaco ".


Imagem do site: rio20.gov.br